Capa Fóruns Materiais (Análise) Borrachas SGI (Speed Glue Inside)

Este tópico contém 539 respostas, possui 96 vozes e foi atualizado pela última vez por  Renan Ferrari 3 anos, 9 meses atrás.

Visualizando 15 posts - 511 até 525 (de 540 do total)

(Análise) Borrachas SGI (Speed Glue Inside)

  • AlexandreMonteiro

    As Traction são fabricadas pela Haifu na China.

    A Soft é como uma versão de esponja macia da Shark II da Haifu. No próprio site da Donic eles a descrevem como uma borracha mais voltada para o backhand.

    A PRO usa uma esponja e topsheet mais duros. A Esponja é a mesma da Shark III da Haifu.


    Tiago Brizola
    Participante
    Tiago Brizola

    Chegou hoje minha Traction Ms Soft e pude bater bola com ela.
    Estava com medo dela ser “chinesa demais”, pois nunca me adaptei a material chines (mas nunca me esforcei muito pra isso).
    A esponja é bem mole e o topsheet gera bastante spin como o prometido, a velocidade também é boa, como eu estava usando uma acuda s1 no back, demorei um pouco a me adaptar com o angulo das batidas, mas no quesito controle ela é excelente.

    Acho que pra quem procura alguma coisa um pouco mais lenta que baracuda e com mais spin ela é uma ótima opção. (Claro que o spin não se compara a das borrachas chinesas, a bolinha não fica ‘grudada’ nela, nem nada assim.)


    Mazinho
    Moderador Principal
    Mazinho

    Estou testando a Traction MS PRO. Em termos gerais adorei a borracha.

    1 – BEM mais macia do que eu imaginava;
    Mesmo a versão PRO, mais dura, possui esponja relativamente macia. Me arrisco dizer que mais macia até que da Acuda S1.

    2 – Não é tão grudenta;
    A Donic havia informado aos revendedores que esta seria uma borracha para substituir quem utilizava borracha chinesa. Não é. Ela é mais aderente que tradicionais européias e japonesas, mas ainda assim fica distante de uma Hurricane ou Skyline. Isso pra mim não foi um problema. Não gosto mesmo de borracha muito pegajosa.

    3 – Excelente elasticidade;
    A borracha tem uma elasticidade fantástica. Ajuda muito na hora do contra-ataque e troca de bolas. No bate-bola ela não parece tão rápida, mas quando se vai para o ataque me impressionou o efeito e velocidade aplicados.

    4 – Precisa;
    A borracha tem precisão, muito, muito boa. Senti isso tanto nas bolas de ataque quanto nas curtas por baixo “dentro” da mesa.

    Meu ataque de forehand sempre foi uma droga e só servia para passar bola. Mesmo assim, após quase 2 meses sem treinar, senti uma facilidade muito grande para contra-atacar tanto próximo quanto distante da mesa. Senti-me tão confortável que passei a noite só fazendo esse tipo de bola.

    Não testei muito tempo a borracha no backhand. Para quem não sabe, sou kateiro, utilizo pino longo de um lado e giro a raquete para utilizar a lisa em ambos os lados. No backhand ela ficou bem estranha, mas acho que é questão de adaptação.

    Katar com a Traction Pro ainda tão meio esquisito. Na hora de defender ela parece mais dura do que realmente é.

    Eu pretendia testar a Traction Soft na próxima semana, mas estou gostando tanto da brincadeira que vou manter a PRO por mais algum tempo ou quem sabe adotá-la como “lisa titular”.

    Carlos Alexandre Tanikawa

    Colegas, Mais uma análise sobre borrachas recentes, com preço relativamento alto:
    DHS TinArc3 , esperei muito mas …..- Na minha visão após 3 semanas.

    Adquiri aqui do site e testei numa Ma Lin YEO CS – Forehand. Não foi surpreendente. Comprei sabendo que era mais Controle e Spin que Atack e Speed, porém esperava um pouco mais.
    Ofensividade – Regular apenas. Não me surpreendeu. Prefiro as Coppas, Acudas, Genius e Xioms Omega IV Pro e Euro e H2 Neo.
    Controle – Bom. Para forehand, até um pouco excessivo.
    Spin – Regular para Bom. Consigo tirar muito mais de uma Xiom Vega Europe que não é lá estas coisas em matéria de spin.
    Speed – Regular para Bom. Speed Drives só com muita velocidade no braço.
    Smash – Regular. A falta de explosão. Quase uma batidinha um pouco mais explosiva.
    Service – Boa para regular. Normal se comparada às Omega IV, Tenergys e Coppas.

    É apenas opinião após 16 horas de treinos básicos, m1,falk…. , e para meu jogo, prefiro da DHS as H Neo, baratas e eficientes. Antes de investir aprox. 40,00US$ lá fora ou noventa e poucos no Brasil , pense em outras tantas opções .
    Abs
    Tanikawa


    Mutley-BR
    Participante
    Mutley-BR

    Tem um do meu clube que está com a TinArc e a está achando bem rápida (ele usava antes H3Neo).
    Como ele tem testado muitos materiais em pouco tempo, vo ver se ela para na minha mão pra dar mais impressões aqui pro pessoal… 😉

    []´s

    Carlos Alexandre Tanikawa

    Tem um do meu clube que está com a TinArc e a está achando bem rápida (ele usava antes H3Neo).
    Como ele tem testado muitos materiais em pouco tempo, vo ver se ela para na minha mão pra dar mais impressões aqui pro pessoal… 😉

    []´s

    Amigo Mutley, se puder verifique se a borracha do colega de treino não é a TinArc (I) , para ataque e loop , (a outra, não a TinArc3, igual a minha, para controle e loop). Comparei-a também a uma Galaxy Moon 38graus que importei, e ao menos em minhas experiências, tive mais retorno com a Galaxy no quesito ofensividade, controle, durabilidade e custo,
    Abraço
    Tanikawa


    RMoura
    Participante
    RMoura

    Estou com a traction ms pro há uma semana. Como jogava com a Shark da Haifu, gostei bastante. A Shark é ótima, porém é muito envenenada. 😈 A traction é rápida sim, semelhante à acuda s1, porém com um controle fantástico, esse é o diferencial. ::segredo:: ::segredo:: Vale lembrar que ela está numa madeira turbinada, a Sardius, mais seca e explosiva, impossível hehe. A donic realmente detonou. ::aplausos:: ::aplausos:: Só poderíam ter colocado uma corzinha mais bacana pra esponja, rosinha é lasca. ::negativo:: hehe Agora quero testar tbm a soft no back. Difícil sair da baracuda, mas farei uma força.

    Alcir Zardetto Franzol

    Já há um tempo que tenho a pendência de publicar uma review um pouco mais detalhada de uma borracha que vem sendo muito demandada de informação aqui no fórum: a Donic Bluefire M1. Agora que já realizei um treino com ela, explorando quase todos os fundamentos e condições, acredito que tenha informação relevante para fazer algo definitivo.

    Condições de uso:
    Utilizei a Donic Bluefire M1 no forehand e a Andro Hexer no backhand, coladas em uma madeira DHS PG7. Tenho um jogo baseado mais em efeito do que velocidade, aplicado em distância média / curta, com ofensividade moderada.
    Uma observação interessante é que, ainda que não tenha sido intencional, acredito que o uso desta madeira traz imparcialidade para as informações que seguirão nesta análise, uma vez que trata-se de um material que não vai a nenhum extremo nem de velocidade e nem de dureza.

    Efeito:
    Para uma borracha de origem européia, julgo que apresenta efeito acima da média, embora não chegue a se igualar ou superar as japonesas (linha Tenergy, por exemplo). Dentro da própria Donic, acho que ela estaria entre a Baracuda (menos efeito do que a mesma) e a Acuda S1 (mais efeito do que a mesma) neste quesito. Como em muitos modelos a velocidade acaba prejudicando o efeito, acho que esta borracha apresenta uma relação muito boa entre as duas características.

    Velocidade:
    Para mim ela cumpriu o que promete. A borracha “dispara” bem, e mesmo assim permite um controle razoável dentro da proposta onde ela se insere (alta velocidade). Como comparações neste quesito, ela é parecida com as Xiom Omega IV, e um mais rápida que a Donic Acuda S1, por exemplo. Mas tb é necessário alertar que não é a borracha adequada para quem deseja algo EXTREMO, pois existem borrachas mais rápidas no mercado.

    Toque:
    Acho que é a borracha mais coerente com o famoso “medium hard” que existe no mercado, ficando realmente bem no meio do caminho. Ela é um pouco mais macia que a Xiom Vega Pro, e muito parecida com a Donic Baracuda (acredito que um pouco mais macia).

    Impressões técnicas:
    Tive um pouco mais de dificuldade na precisão do saque (fundamento primordial no meu jogo), acredito que em razão da velocidade a mais do que estou acostumado (Cornilleau Hinotec OFF com Donic Baracuda). Tive dificuldades de adaptação para drives de curta distância, porém é necessário levar em consideração minha deficiência em relação a esta sensibilidade e controle. Para os golpes mais estáveis (bloqueios e batidas em troca de bola) não tive dificuldades, apesar de precisar de alguns golpes para me adaptar no bloqueio de drives. Funcionou muito bem para golpes longos (drives de maior distância / lobby) e topspin.

    Melhores aplicações:
    Jogadores ofensivos de média e longa distância (potencialmente vão extrair o máximo dela) e jogadores de curta distância com bom controle de bola.

    Durabilidade:
    A acrescentar quando e se houver condições para tal.

    Conclusão:
    Ótimo custo x benefício para jogadores ofensivos que procuram borrachas rápidas com razoável quantidade de efeito.

    Espero que isto ajude a quem procurou informações sobre este material. Caso tenham alguma pergunta em especial, peço que postem no tópico “DÚVIDAS / SUGESTÕES / COMENTÁRIOS sobre materiais” (https://www.mesatenista.net/forum/8-materiais/70050-dúvidas-sugestões-comentários-sobre-materiais.html?start=1170#98265).

    Abraços!!!

    Alcir Zardetto Franzol

    Clube: Bunka São Bernardo do Campo

    Material: Tibhar Evolution MX-S (FH) / Tibhar Evolution FX-P (BH) / Butterfly Petr Korbel FL


    Nakata
    Moderador
    Nakata

    Muito bom Alcir. Eu tenho uma dessa aqui comigo mas ainda não tive oportunidade de testar.
    Como você não citou características físicas da borracha resolvi fazê-lo, já que não ainda não posso avaliar suas características dinâmicas.
    A borracha é bem pesada (a minha é de espessura max). Talvez mais pesada que uma T05. Sua esponja é bem porosa e esfarela com facilidade. Portanto deve-se tomar um cuidado extra na hora de retirar cola antiga. Para cortar também houve certa dificuldade. Nem tentem cortar uma M1 com lâmina antiga. Usando um estilete afiadíssimo eu ainda esfarelei a esponja em alguns pontos.
    A borracha também tem um cheiro peculiar. Ao abrir a embalagem nota-se de imediato o cheiro de óleo impregnado na esponja. Isto se confirmou na raqueteira, pois ao deixar a raquete guardada, a borracha soltou óleo dentro da raqueteira, manchando a parte de lona da mesma. Passei um algodão com álcool para limpar e agora guardo-a colocando um papel entre borracha e lona.
    Apenas petecando bola eu achei que tem boa catapulta, mas bem inferior a Hexer HD, de longe a borracha mais rápida que já testei.

    Alcir Zardetto Franzol

    Obrigado Nakata pelo complemento da minha análise.
    Eu realmente não tinha dado atenção a estas características (só ao peso talvez), e portanto nem as inseri na análise, mas são muito importantes.

    Abraços!!!

    Alcir Zardetto Franzol

    Clube: Bunka São Bernardo do Campo

    Material: Tibhar Evolution MX-S (FH) / Tibhar Evolution FX-P (BH) / Butterfly Petr Korbel FL


    Nakata
    Moderador
    Nakata

    ANDRO HEXER HD

    Eu sempre fui meio relutante com borrachas Andro, pois anteriormente eu só havia testado uma Impuls Speed, que é uma máquina de fazer barulho e nada mais. Mas agora vou relatar algumas impressões do meu mais novo xodó, a Hexer HD. Digo novo porque só recentemente pude voltar a bater bola embora tenha adquirido a borracha há bastante tempo.
    A borracha é predominantemente voltada para uso no forehand. A minha é vermelha de espessura max. Meu jogo é limitado, próximo da mesa e eu procuro finalizar o ponto o mais rápido possível, seja com 3a bola ou assim que sobrar uma bola mais alta.
    Ao abrir a embalagem não notei nenhum tipo de cheiro forte, o que poderia indicar uso de booster pelo fabricante. A borracha é totalmente flat, ou seja, se estende como um tapete na mesa, sem envergar para cima ou para baixo.
    Sua esponja é porosa como todas tensionadas pós-Tenergy. Mas não é dura a ponto de dificultar o corte. A borracha depois de cortada fica pesada na raquete, mais ou menos igual a uma Tenergy 05.

    Velocidade: o ponto forte da Hexer HD. Jamais vi uma borracha tão veloz, a não ser quando usava Bryce Speed com muita cola rápida. Para intensificar esta sensação, estou usando-a em uma madeira carbonada veloz, embora leve, o que deixa o conjunto bem equilibrado. No backhand colei uma Vega Euro. A velocidade da HD facilita dar smashes em bolas mais altas e facilita executar drives com pouco esforço e/ou com movimento curto. Tal característica é desejável quando me encontro fora de posição e tenho que mandar um forehand travado, pois a bola ainda sai veloz da raquete.

    Efeito: Bom, embora menor que de uma T05 ou de uma Baracuda. Mas efeito não é o foco desta borracha, se alguém deseja jogar controlando com loops de efeito, a HD não é a melhor escolha. E por não gerar efeito acentuado, a HD facilita na recepção de saques com muito giro, embora o jogo curto seja um pouco difícil de manter devido ao grande efeito catapulta.

    Durabiidade: Ainda não posso avaliar pois passei muito tempo sem jogar. Mas é interessante constatar que seu topsheet fica meio opaco (sem brilho) com o passar do tempo, o que diminui um pouco o efeito. Mas em compensação a velocidade aumenta em progressão geométrica. Nesta condição (topsheet gasto) ela está bem mais rápida do que 0Km.

    Indicada para: jogadores loopers de meia-distância que necessitam de velocidade em seus drives. Ou para jogadores que gostam de finalizar em 3a bola. Creio que seria uma opção interessante para caneteiros de madeira quadrada, pois esta é sem dúvida uma borracha all-out power.

    Se eu compraria novamente? Já estou juntando o dinheiro para depositar…


    Marki
    Participante
    Marki

    Oi a todos…!

    Sobre a Butterfly Roundell.

    Colei uma Roundell 2.1 em minha hinoki e joguei por alguns dias. Parece uma Bryce, mas não é, parece uma Tenergy mas também não é. Ficou no meio termo.

    Controle é o seu forte. Ótimo equilíbrio entre velocidade e efeito.

    Vai ficar dentro da minha bolsa, pois a melhor que achei até agora é a Tenergy 64. Pena que é cara!

    Abraços.


    Doc_SP
    Participante
    Doc_SP

    Parece uma Bryce, mas não é, parece uma Tenergy mas também não é. Ficou no meio termo.

    Controle é o seu forte. Ótimo equilíbrio entre velocidade e efeito.

    A Roundell tem 3 versoes : Roundell Soft, Roundell, e Roundell Hard.

    Infelizmente, se vc nao viu ou nao tem a embalagem dela, nao vai conseguir saber qual delas é (na certeza).

    Isto ocorre pq o “número da borracha” é o mesmo em todas (para mim um erro).

    Em todo o caso, ela é uma boa alternativa, para quem busca borracha macia e com um preço razoável.

    Aqui no Brasil a Solcion, mais macia, “nao pegou muito”, entao a Roundell passou a ser uma ótima alternativa.


    Carlos-Jr
    Participante
    Carlos-Jr

    Pessoal,

    Gostaria de tirar uma duvida, se puderem ajudar:

    Qual a diferença entre as versões das borrachas Xiom Vega:
    -Asia
    -Pro
    – Elite
    -Europe
    -Japan

    E ainda tem a china, que acredito ser a mais dura delas.


    Nakata
    Moderador
    Nakata

    Pessoal,

    Gostaria de tirar uma duvida, se puderem ajudar:

    Qual a diferença entre as versões das borrachas Xiom Vega:
    -Asia
    -Pro
    – Elite
    -Europe
    -Japan

    E ainda tem a china, que acredito ser a mais dura delas.

    Eu tenho as versões Pro, Euro e Elite.
    – A Pro eu achei dura e com bastante efeito catapulta. Como se fosse uma Tenergy 05 civil. Obviamente a Vega Pro não gera tanto spin como a T05, mas considero uma boa borracha de forehand, mais ofensiva que Acuda S1. Achei boa para jogar a base de drives de arco alto, mas smashes ou drives rasantes são difíceis de executar com esta borracha.
    – A Vega Euro para mim foi excelente no backhand e até arrisquei algumas experiências com ela no forehand. Me parece a mais linear de todas, segurando a bola quando necessário e gerando velocidade quando requisitada.
    – A Elite é a mais mole de todas, sendo divertida de jogar pois faz barulho de cola mas fica devendo na velocidade. Neste ponto eu considero a F3 Bigslam e Acuda S3 mais divertidas para jogar do que a Vega Elite. Tenho um combo de Speed 90, S3 e F3 BS.

Visualizando 15 posts - 511 até 525 (de 540 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.